You are currently viewing Crise da pandemia: é a hora de investir em Marketing Digital

Crise da pandemia: é a hora de investir em Marketing Digital

Em primeiro lugar, 2020 é um ano que marcará o Marketing Digital, pois apesar das dificuldades que a crise da pandemia trouxe, a internet tem ferramentas para as empresas continuarem vendendo.

Há menos de um semestre ninguém imaginava que a crise da pandemia poderia virar de cabeça para baixo a vida das pessoas através do globo. Ao ponto de governos decretarem a suspensão de atividades comerciais e industriais com a consequência de uma crise econômica sem precedentes. Felizmente, para quem tem um canal de vendas online e investe em estratégias de Marketing Digital, o resultado está sendo positivo.

A crise da pandemia também cria oportunidades

O Banco Mundial prevê uma retração no PIB do Brasil de 5% até o final de 2020. Um cenário assustador, para não dizer apocalíptico. Os efeitos já são vistos com falências de empresas e demissões em massa. Algo que afeta sistematicamente toda a cadeia econômica.

Na contramão disso tudo, negócios que tem a internet como o seu principal canal de vendas crescem. Em um estudo realizado pela Abcomm, o segmento de e-commerce de produtos teve um aumento médio de 40% em abril de 2020. Já no segmento de e-commerce de serviços, como apps de entrega, deliverys de restaurantes e games online os números chegaram a crescer 30%.

A explicação para esse fenômeno é muito simples. As pessoas não deixarão de buscar as suas necessidades como alimentação, segurança, realizações pessoais e entretenimento. Em um cenário de pandemia que oferece riscos à saúde, procurarão canais alternativos para realizarem esses desejos. A internet é a tecnologia que mais oferece comodidades para isso. O e-commerce de produtos é naturalmente feito para tal e o e-commerce de serviços pode realizar essas entregas quando adaptado.

A quantidade de ferramentas disponíveis hoje para atingir essa finalidade é praticamente infinita. Desde o uso de redes sociais como o Facebook e Instagram à contratação de sofisticados softwares de relacionamento. Contudo, a pergunta que deve ser feita é: Qual tipo de estratégia devo adotar? No entanto, essa resposta não é simples visto que cada negócio tem particularidades próprias quanto a dinâmica de vendas. Porém, quatro fatores devem ser considerados quando se trata de Marketing Digital. Chamo eles de os 4 A’s. 

Conceitos simples para fazer Marketing Digital durante a crise da pandemia

Paralelo à matriz PDCA da Administração, os 4 A’s são um ciclo comum em qualquer estratégia de Marketing Digital. Consiste em abstrair esses 4 fatores: Alcance, Ativação, Avaliação e Aprimoramento.

Suas estratégia têm alcance? O que está sendo feito para ativar a atenção de sua audiência? Como você avalia os seus resultados? Depois de avaliar, qual passo a ser tomado para aprimorar a estratégia? Ou seja, essas perguntas são a base de um ensaio teórico mais amplo, mas devem ser consideradas desde o portal mais robusto da internet até o uso mais simples de um perfil em redes sociais.

E por falar nelas, as redes sociais são a maneira  mais fácil de se obter alcance hoje em dia, estando ao alcance de qualquer pessoa com um smartphone e conexão na internet.

Claro que os fatores envolvidos no uso de redes sociais preenchem uma lista que não caberia neste artigo, mas recomendo para empresas a criação de uma conta na plataforma do Facebook para Negócios.

Para prestadores de serviços ou negócios locais uma conta no Google Meu Negócio pode ajudar a ser melhor encontrado no site de pesquisa e para quem deseja uma tática mais robusta em mecanismos de pesquisa, uma consultoria de SEO ou SEM. Além do registro de uma dominio na internet e um site construído em plataforma bem difundida como WordPress ou Magento.

Se for investir em Marketing Digital, procure uma consultoria

Sim, a crise da pandemia e o isolamento social fez muitos empresários adiantarem a transição digital de seus negócios. Existem muitas estratégias e ferramentas disponíveis na internet para uso simples, mas elas podem ajudar umas às outras quando feitas em sincronia com a metodologia do Inbound Marketing.

Esse método constitui em atrair (uso de redes sociais ou mecanismos de pesquisa), converter (sites e landing pages), relacionar (softwares como o RD Station) e por fim a venda. Esse processo traz força a cada uma dessas etapas usando diferentes ferramentas e é aconselhável a contratação de uma consultoria especializada ou agência para sua realização.

Como já mencionado antes, podemos estar entrando em uma recessão econômica sem precedentes, mas as pessoas precisam consumir e as empresas vender. A internet é o único lugar que o coronavírus não contamina e o entendimento de como fazer, além de ferramentas para tal não falta na hora de fortalecer esse canal de vendas. Para micronegócios, o uso inteligente de algumas ferramentas pode ajudar, Para negócios de maior porte, a ajuda de consultores é essencial para atingir os resultados esperados.

Deixe um comentário