You are currently viewing Google Analytics – 4 motivos que o fazem tão relevante para o marketing digital

Google Analytics – 4 motivos que o fazem tão relevante para o marketing digital

Gratuito, flexível e popular, o Google Analytics é sem dúvida uma das ferramentas de análise de tráfego mais úteis da web.

Entre as inúmeras ferramentas de análise de tráfego e marketing digital disponíveis no mercado, o Google Analytics é sem dúvida a mais usada e conhecida.

Para quem está começando, pode achar que se trata apenas de uma ferramenta popular e que com certeza deve existir outras opções mais sofisticadas.

Mas o fato é que, entre cada 10 profissionais de marketing digital, 10 têm acesso a uma conta do software de análise. Para uso em aplicações mais simples como o tráfego de um blog do WordPress, até às mais sofisticadas como um app para smartphones.

Logo, para entender todo esse sucesso e popularidade, destacamos os 4 motivos abaixo que fazem do Google Analytics uma ferramenta tão importante para o marketing digital.

1 – O Google Analytics é gratuito

Sim, ele é for free, de graça, gratuito e você não paga nada. 

O objetivo do Google é que essa ferramenta seja instalada no maior número de sites, apps e softwares online possíveis e, para isso acontecer, ele faz questão de fornece-la gratuitamente. 

Além disso, ele dá todo o suporte que puder para ajudar a usá-la. Uma verdadeira junção do bbb – bom, bonito e barato.

Claro que o Google não faz isso por que são legais e bons samaritanos. 

Ele é uma empresa e o objetivo de toda a empresa é lucrar, ainda mais uma que tem ações abertas na bolsa.

Se existe algo semelhante ao Big Brother do clássico romance 1948 de Aldous Huxley, sem dúvidas é o Google, e nós escolhemos isso em troca de usar seus produtos gratuitos.

O verdadeiro objetivo do Google Analytics ser fornecido de graça é coletar dados de todos usuários online para o uso de big data e revendê-lo em seus outros produtos, como o Google Ads.

Portanto, ao usar gratuitamente o Google Analytics, você passa a ser um parceiro de coleta de dados.

2 – Seu uso é flexível

Como mencionado nos parágrafos anteriores, o Google Analytics pode ser instalado em sites, apps para smartphones, tablets e softwares online.

Com uma SDK versátil e configuração maleável é possível rastrear qualquer atividade dos usuários no domínio em que ele foi instalado, desde que respeitando as diretrizes de privacidade do Google.

Em um site de e-commerce, por exemplo, é possível acompanhar todo o fluxo de navegação pelos catálogos de produtos, além de cada avanço no carrinho de compras em direção ao pagamento, registrando até mesmo o total faturado.

Se instalado em um SaaS (Software as a Service) ele permite configurar além de fluxos de usuário, conversões de funis e eventos personalizados para melhor entendimento do como o público interage com a ferramenta.

Não só isso, ele permite configurar filtros de dados que vão desde a exclusão ou inclusão de endereços de IPs ou até mesmo a navegação de subdiretório e subdomínios. Ele também pode acompanhar usuários em múltiplos domínios desde que seu tracking code esteja instalado em ambos ou subdomínios de um mesmo domínio em especial.

3 – O Google Analytics conta por uma comunidade global de colaboradores

Como mencionado  por aquele velho ditado “muitas cabeças pensam melhor do que apenas uma”. Algo que não é novidade em um mundo hiperconectado, pois, afinal, usamos e contribuímos diariamente com o trabalho dos demais.

Sendo o Analytics um software de uso gratuito, o Google aproveitou também para permitir que os seus usuários colaborem entre si fornecendo acesso a uma biblioteca compartilhada de soluções para os mais variados modelos de produtos online, a Google Analytics Solution Gallery.

Ela reúne desde configurações personalizadas a modelos de relatórios, não existe fim para o número de soluções que os usuários disponibilizam na biblioteca compartilhada do Google Analytics.

Essas soluções, além de disponíveis de modo gratuito, também foram classificadas em categorias e segmentos como: lead Generation, Mobile, Ecommerce, Engagement e qualificadas desde as mais populares e melhor avaliadas de uma a cinco estrelas pela comunidade de usuários e colaboradores.

Na mesma biblioteca também é possível salvar modelos, relatórios e configurações pessoais que foram usadas em uma conta, propriedade ou vista de propriedade para então importar para outra conta, facilitando assim o fluxo e agilidade de trabalho de quem trabalha com muitas aplicações, como por exemplo; como uma agência de marketing digital.

4 – O Google Analytics pode ser integrado com outras ferramentas do Google

A princípio, o software de análise faz parte do conjunto de ferramentas do Google Marketing Plataform.

Um composto de soluções e produtos de marketing digital oferecidos pelo gigante da web que reúne aplicações como:

O Google Analytics é um poderoso aliado do Google Ads, permitindo integrar dados em uma via de duas mãos.

Podemos citar por exemplo; campanhas, conversões e públicos personalizados com dados e afinidade e mercado.

Não adianta enviar visitantes para suas landing pages e ficar sem saber se eles converteram ou não. Você precisa saber o custo por lead de cada campanha, grupo de anúncios, público, anúncio ou palavra-chave no Google Ads.

O Google Ads conta com sua tag de rastreamento de conversões. Bem simples e fácil de instalar para quem tem algum conhecimento básico de programação para web.

Para quem já tem um conhecimento um pouco mais avançado, também pode importar as informações de conversão do Google Analytics.

Data Studio

Analytics sempre foi um desafio para os profissionais de marketing.

Os dados podem ser confusos, esmagadores e difíceis para o ser humano comum entender e decifrar.

Em muitos casos, os profissionais de marketing nem relatam as métricas de análise e desempenho de seus clientes porque não sabem por onde começar – em parte devido à sobrecarga de informações e dados difíceis de entender.

Para piorar a situação, para muitos clientes SMB locais, mostrar dados do Google Analytics – ou quaisquer dados de métricas – é tão estranho quanto ver uma espaçonave alienígena.

Se você usa o Google Data Studio, ele oferece tudo o que você precisa para transformar os dados analíticos do seu cliente em relatórios informativos e fáceis de entender por meio da visualização de dados.

Agora você pode finalmente criar relatórios que você e seus clientes podem entender!

O Data Studio permite não somente a compilação dos dados, como também o seu compartilhamento, por meio de relatórios personalizados com recursos poderosos para deixar seu trabalho acessível e de fácil leitura. 

Podemos citar dentre eles; os comentários, a visualização em tempo real e o editor drag-and-drop ou arrastar e soltar.

Ao compartilhar seus dados, os processos de tomada de decisão se tornam otimizados e suas estratégias ficam mais efetivas.

Optimize

Se o que você procura é melhorar suas taxas de conversões, o Google Optimize oferece a solução sob medida para a sua necessidade.

O Google Optimize é uma ferramenta de otimização da web do Google. 

Ele ajuda a aumentar as taxas de conversão, funcionando como uma plataforma para construir e executar uma grande variedade de experimentos de teste A / B. 

Para usuários com menos necessidade de testes, é uma ótima ferramenta gratuita. Você pode realizar até cinco testes por vez gratuitamente.

A ferramenta de Conversion Rate Optimization – CRO fornece uma base para testes que vão orientar as decisões do seu negócio.

Com o Google Optimize você pode:

  • Construir e criar experimentos (o famoso teste A/B);
  • Testar sua hipótese executando o experimento;
  • Avaliar os resultados dos experimentos pelos relatórios que cria;
  • Implantar a variante vencedora no site permanentemente;
  • Otimizar novamente, se necessário.

A partir do gosto do seu público, você pode aprimorar suas táticas e ver como a melhoria em design, conteúdo e experiência do usuário podem fazer mais pelos seus resultados.

Tag Manager

Imagine uma ferramenta que facilita o gerenciamento das tags no seu site ou rede social.

O Google Tag Manager é o gerenciador de tags criado para que a sua equipe de marketing consiga gerir tags em diferentes canais com plena autonomia.

Se você não está familiarizado com o Google Tag Manager (GTM), provavelmente está se perguntando o que é e por que deve usá-lo. 

Um exemplo muito simples de como o GTM funciona. As informações de uma fonte de dados (seu site) podem ser compartilhadas com outra fonte de dados (Analytics) por meio do Gerenciador de tags do Google. 

O GTM é uma ferramenta muito útil quando você tem muitas tags para gerenciar porque todo o código é armazenado em um só lugar.

A grande vantagem do Gerenciador de tags é que você, o profissional de marketing, pode gerenciar o código por conta própria, sem a necessidade de desenvolvedores.

Não só isso, a API do Google Analytics também é aberta para ferramentas de terceiros, sendo essencial para o bom funcionamento do RD Station, além de usado por outras aplicações como o Mlabs e SEM Rush.

Com tantos atributos, há quem diga que o Google Analytics é o melhor software de análise da atualidade. (Algo que pessoalmente também concordo).

Há outros inúmeros motivos pelo qual a ferramenta deve ser usada, mas precisaria de muito mais linhas para descrever neste artigo.  Na verdade ele é quase indispensável e mesmo contratando uma ferramenta externa, muitas delas acabam usando a API do Google Analytics.

Na escolha de uma ferramenta de análise de tráfego, o Google Analytics é a primeira opção.

Deixe um comentário