You are currently viewing Google Display: 4 motivos para usar esse tipo de campanha

Google Display: 4 motivos para usar esse tipo de campanha

As campanhas do Google Display Network permitem anunciar em sites parceiros, aplicativos e até o próprio Youtube. Isso torna o acesso ao inventário de usuários da internet algo muito, mas muito amplo.

Não é nenhuma novidade que quem deseja ter alcance na web, precisa investir em links patrocinados ou em bom português, campanhas de mídia paga.

Podemos destacar acima de tudo o Google Ads em sua posição de mérito devido a sua versatilidade e influência sobre o meio digital. Não só isso, entre sua opções de campanha há a opção para anunciar na Rede de Display do Google.

Trata-se de uma gigantesca rede de sites parceiros do gigante da web, onde é possível atingir os mais diversos segmentos de público por meio de anúncios gráficos nos mais variados formatos e com configurações flexíveis o suficiente para atender qualquer mercado.

Outra vantagem é que o Google Display pode ser considerado uma rede de anúncios de baixa concorrência, facilitando assim a aquisição de resultados com pouco investimento e esforço.

Contudo, a ferramenta não fica só nisso, com muitos mais motivos para não ser deixada de lado em sua campanha digital. Entre eles destacamos esses quatro abaixo.

1 – O custo para anunciar no Google Display é baixo

Como já mencionada, a concorrência na rede do Google Display é baixa, fazendo o custo por impressão ou clique ficar muito barato em compensação com outras redes de anúncio como Facebook Ads ou a própria rede de pesquisa do Google.

Isso acontece pois o Google trabalha com uma sistema de leilão de anúncios em tempo real. Cada anunciante configura o quanto deseja pagar pelo clique ou impressões. Quanto mais anunciantes em relação ao público alvo, mais caro é esse custo.

Como a Rede de Display do Google é muito ampla, atingindo muitos pessoas em sites e aplicativos parceiros, o volume de anunciantes competindo entre si se torna relativamente pequeno.

No entanto, é indispensável ter uma boa estratégia de campanha para garantir que objetivos sejam atingidos. Para isso um bom estudo da ferramenta é importante na hora de preparar o planejamento.

2 – O alcance é muito amplo

O Google Display abrange desde sites parceiros à aplicativos para celular e, como não poderia ficar de fora, sendo um produto do Google, o próprio Youtube, o maior agregador de vídeos do mundo. Isso torna o acesso ao inventário de usuários da internet algo muito, mas muito amplo.

Com tanto alcance assim, a ferramenta dá ao usuário o luxo de selecionar quais sites ou aplicativos para celular ele gostaria de aparecer ou, para ser mais prático na hora de configurar, vetar sites pela URL ou categorias como conteúdo adulto ou política e até mesmo aplicativos

Isso faz muita diferença quando se quer distribuir o alcance da sua campanha, mas sem o ônus de ter sua imagem veiculada a temas que podem trazer ruído ou má reputação para a sua marca.

3 – Flexibilidade e facilidade de montar campanhas

Vendas, geração de leads, tráfego, alcance e reconhecimento de marca. Uma menu amplo de objetivos de campanhas que podem ser escolhidas na Rede de Display do Google.

Apesar da diversidade de escolhas parecer assustar os aventureiros de primeira viagem na ferramenta, o uso dela é bem simples e intuitivo, guiando o usuário na escolha do tipo de campanhas, configuração do grupo de anúncios e confecção do anúncio em si.

Algo que se destaca nesse processo é a escolha do inventário de público-alvo, permitindo desde segmentação de interesse e nichos de mercado, quanto a faixa de renda familiar.

O uso de campanhas de remarketing e segmentação por lista de email de clientes também é permitido para usuários mais avançados da ferramenta.

Obviamente, existem diversos formatos e tamanhos de anúncios para instalar na rede de display, fazendo o trabalho parecer moroso quando se deseja atingir o máximo de preenchimentos de todos esses espaços de publicidade.

Para a nossa felicidade o Google criou o formato responsivo de anúncio, permitindo com poucas imagens configurar anúncios que preencham toda a rede e, além disso, escolher frases e títulos que melhor atingem o objetivo da campanha por meio do aprendizado de máquina.

4 – Ferramentas de anúncios em massa

Para os anunciantes que tem e-commerce ou um grande inventário de produtos, é possível fazer campanhas de anúncios em massa na rede de display, quando o Google Ads está integrado ao Google Merchant Center.

Isso permite configurar anúncios automáticos com base em listas XML de produtos, economizando tempo e neurônios de quem precisa trabalhar com centenas ou até mesmo milhares de itens de maneira simultânea e claro, de forma inteligente com todas as ferramentas e configurações de segmentação descritas neste artigo.

Não só isso, a integração com o Google Merchant Center permite que produtos deixem de ser anunciados em tempo real, caso eles sejam esgotados do estoque da loja, economizando assim orçamento de campanha.

Isso pode ser configurado com uma ferramenta robusta de e-commerce como Magento ou WooCommerce.

Não faltam motivos para não usar as campanhas do Google Display

Além de barato, amplo, flexível e inteligente, o Google Display ainda conta com dezenas de outros recursos que não chegaram a ser mencionados neste artigo, mas podem ser muito úteis para os entusiastas mais criativos e curiosos.

Apesar das campanhas na rede de display serem pouco conhecidas, sua versatilidade e atual facilidade de uso a colocam com certeza em concorrência com outros tipos de campanha do Google e as ferramentas de anúncio mais arrojadas do mercado pela preferência dos anunciantes e analistas mais experientes.

Logo, como prometido no título, os motivos são mais que suficientes para aqueles que desejam investir em campanhas de mídia online e esperar bons resultados.

Este post tem um comentário

Deixe um comentário